terça-feira, junho 25

Vacina contra a gripe: Puericultura atende até 20h

vacina contra a gripe

O posto de saúde Puericultura (Rua Adolfo Olinto, 480), em Pouso Alegre, estará funcionando das 08h às 20h, nos dias 28, 29 e 30 de maio, para aplicar a vacina contra a gripe (Influenza) das pessoas do chamado grupo prioritário.

Na cidade, a Campanha de Vacinação  já imunizou perto de 80% do público alvo, cerca de 25 mil pessoas. Minas Gerais ainda precisa aplicar a vacina contra a gripe em cerca de 2,3 milhões de pessoas do total do público elegível para atingir a meta de 90% na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. A cobertura vacinal no estado está em 64,85%, ou seja, 3.682.815 doses foram aplicadas. Crianças e gestantes, historicamente, são os públicos que menos procuram a vacina. Entre esses grupos, a cobertura atual é de 60%.

A vacina contra a gripe é segura e tem se mostrado eficaz na redução de internações, complicações e óbitos causados pelo vírus da Influenza.

Para tomar a vacina contra a gripe, as pessoas devem apresentar o cartão de vacinação, documento com foto e portadores de doenças crônicas precisam de um laudo médico, atestando a necessidade da imunização.

 

Confira quais são os grupos considerados prioritários para receber a vacina contra a gripe:
• Trabalhadores da saúde
• Povos indígenas
• Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)
• Idosos
• Professores de escolas públicas e privadas
• Pessoas com doenças crônicas ou imunidade baixa
• Jovens sob medidas socioeducativas
• Funcionários do sistema prisional
• Pessoas privadas de liberdade
• Profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas).

Confira abaixo outras dúvidas comuns sobre a gripe

A gripe pode matar?

Verdade. Se não for tratada a tempo, a gripe pode causar complicações graves e inclusive a morte, principalmente nos grupos de alto risco, como crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Lavar as mãos com frequência ajuda na proteção contra a gripe?

Verdade. Além disso, existem outras ações simples que colaboram na prevenção da doença. Entre elas está manter as vias respiratórias bem hidratadas para evitar a entrada de vírus e bactérias, evitar locais com aglomerações de pessoas e pouca circulação de ar, manter as janelas dos ônibus sempre abertas, jogar lenços de papel no lixo, usar a parte interna do braço ao tossir ou espirrar, evitar compartilhar alimentos e objetos de uso pessoal. No caso de crianças menores de seis meses, que ainda não receberam todas as vacinas, é importante não deixá-las expostas a locais com aglomerações, como shoppings e ônibus.

Gripe e resfriado são a mesma coisa?

Falso. O resfriado também é uma doença respiratória e é frequentemente confundido com a gripe. O resfriado, entretanto, é causado por vírus diferentes dos da gripe e, por isso, em caso de sintomas como febre alta, mal estar, dor muscular e de garganta e coriza, é fundamental procurar o serviço de saúde mais próximo para que profissionais possam avaliar o caso e prescrever o tratamento mais adequado.

Eliana Silva

Jornalista Responsável em Jornal Domingo
Formada em Jornalismo pela Univás (Universidade do Vale do Sapucaí) e pós-graduada em Gestão da Comunicação Empresarial pela FAI (Centro Superior em Gestão, Tecnologia e Educação).
Eliana Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *