quinta-feira, setembro 19

Adotada por empresários, fonte luminosa de Pouso Alegre passará por reparos.

A Fonte luminosa da Praça Senador José Bento, em Pouso Alegre,  foi adotada pelos empresários Edson Kamachi e Renato Kamachi, proprietários da Japonesa Baby e Perfumaria Sumirê respectivamente.

 

Pouso Alegre jornaldomingo.com.br

A fonte luminosa que está instalada na Praça Senador José Bento, em Pouso Alegre, há mais de 70 anos passará por reparos nos próximos meses. Patrimônio histórico tombado, a fonte é um dos cartões postais da cidade.
Viabilizada pelo Decreto 4.770/2017, que regulamentou a Lei de Adoção de Praças Públicas e de Esportes e Áreas Verdes (PAPPE), os reparos abrangerão todo o sistema elétrico e hidráulico da fonte, utilizando tecnologia de última geração.
A adoção da fonte foi concretizada pelos empresários Edson Kamachi e Renato Kamachi, proprietários da Japonesa Baby e Perfumaria Sumirê, respectivamente, tradicionais pontos comerciais situados na região central de Pouso Alegre. Os empresários contrataram a empresa Pousotronics, especializada em automação, para a realização dos serviços.
Pouso Alegre jornaldomingo.com.br
A previsão é que a fonte seja entregue até o dia 19 de outubro – data em que Pouso Alegre comemora 171 anos de emancipação político-administrativa – em pleno funcionamento, com as luzes e os jatos de água que caracterizam o patrimônio.

A história da Fonte Luminosa de Pouso Alegre

Pouso Alegre jornaldomingo.com.br
Fonte Luminosa de Pouso Alegre na década de 50 – Acervo MHMTT

Projetada e executada por Antônio Corrêa Beraldo, a fonte localizada na Praça Senador José Bento, em Pouso Alegre, teve sua construção iniciada em 1932, permitida por um acordo feito com o prefeito da época, Dr. José de Paiva Coutinho Sapucahy. No lugar havia um chafariz que servia o povo da cidade e o prefeito permitiu que o “Dr. Tonico Beraldo” colocasse em prática o seu projeto com a seguinte condição: “se desse certo ele doaria a fonte para a cidade, se não desse, ele reconstruiria o chafariz”.

Certo de seu sucesso e auxiliado por excelente equipe, “Dr. Tonico Beraldo” pôs em prática seu projeto em que os movimentos de água e a sucessão de luzes coloridas eram produzidas por um só motor, ao contrário das fontes existentes na época, como a de Poços de Caldas, onde havia um motor para cada movimento.

Inaugurada no dia 07/09/1935, ela funcionou até a década de 70, quando devido ao desgaste de suas antigas peças, ficou sem condições de funcionamento. Não havia mais peças para reposição. Até que em 1998, graças à tecnologia moderna, suas peças puderam ser reparadas e substituídas, voltando, a fonte a encantar os olhos da população pouso-alegrense que tem, por ela, um enorme carinho. (Informações histórias são do Museu Histórico Munciipal Tuany Toledo).

Eliana Silva

Jornalista Responsável em Jornal Domingo
Formada em Jornalismo pela Univás (Universidade do Vale do Sapucaí) e pós-graduada em Gestão da Comunicação Empresarial pela FAI (Centro Superior em Gestão, Tecnologia e Educação).
Eliana Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *