segunda-feira, novembro 18

Novos calouros do Inatel são recebidos com ações de integração na WeekOne

Inatel jornaldomingo.com.br

Um novo período de aulas começou e os novos alunos dos cursos de graduação do Inatel chegaram. Os calouros da instituição foram recebidos pela WeekOne, a semana de atividades de integração promovida pelo Núcleo de Orientação Educacional – NOE do Inatel. Como todo começo existem muitas dúvidas e na grande maioria das vezes muitos não se conhecem, a semana além de promover a integração também é uma forma do calouro poder conhecer o que poderá desfrutar durante todo o período de graduação.

Ao entrarem na instituição, os calouros passam por atividades que visam deixar o aluno mais a vontade sem aquela pressão causada por trotes e das aulas pesadas logo de cara e que todo mundo fica perdido. O NOE do Inatel, formado por uma equipe de psicólogos, recebe estes novos alunos com uma programação que mistura a integração entre calouros e a grande comunidade formada pelo Inatel. No campus, os novos alunos conhecem de perto os laboratórios em que irão estudar, os núcleos que irão fazer parte da vida acadêmica e os projetos que a instituição promove, sejam eles sociais e ou tecnológicos.

No último dia 22 de julho a WeekOne foi iniciada com uma apresentação institucional realizada pelo Diretor do Inatel, Prof. Carlos Nazareth Motta Marins. A ação contou também com a participação dos coordenadores dos cursos que orientaram seus alunos conforme a graduação escolhida pelo calouro.

Durante a WeekOne a comunidade do Inatel abraçou os novos estudantes por meio de uma feira de oportunidades. Os núcleos, laboratórios e departamentos da instituição se reuniram para apresentar para os entrantes tudo o que se pode fazer e o que é feito dentro do ambiente acadêmico no campus do Inatel. Nesta atividade, os alunos conseguem conhecer de perto, por exemplo, o que o laboratório de robótica pode proporcionar ou então como são realizadas as ações esportivas pela Atlética, como procurar um estágio e como usufruir do Núcleo de Empreendedorismo e seus laboratórios e cursos Hands On.

Um dos laboratórios que mais chama a atenção de quem não é do Inatel, é o laboratório de ideação. Ele também foi utilizado pelas atividades especiais. Nele os alunos participaram de uma ação em grupo na qual teve como objetivo estimular o trabalho em equipe. Este espaço é aberto para os estudantes criarem, desenvolverem novas ideias, e de participarem de palestras e de encontros de empreendedorismo e demais assuntos voltados do mundo da engenharia e da tecnologia.

Logo na primeira semana de atividades os calouros também receberam informações sobre os programas de iniciação científica. O Vice-Diretor do Inatel, Prof. Guilherme Marcondes deu os detalhes sobre o Programa de Desenvolvimento da Graduação. A semana foi encerrada com o caça desafio. Nesta ação os calouros tiveram que inventar com objetos simples e ou recicláveis uma ação na qual acendesse um circuito elétrico por meio de um projeto feito na hora, o objetivo era que uma bolinha percorresse um caminho desafiador e no final de um percurso ligar o circuito elétrico.

Um dos calouros deste novo período é o aluno Samuel Alves Chagas de 18 anos. Samuel, em 2018 ganhou o prêmio do Inatel Bio Challenge, na categoria ensino médio/técnico, com o projeto ‘Touca térmica para pacientes quimioterápicos’, formado por alunos da Escola Técnica de Eletrônica – ETE de Santa Rita do Sapucaí e hoje é um aluno do Inatel.

“Além de ter participado do Bio Challenge do ano passado eu tinha prestado o vestibular de 2018 também, porém tinha ficado 14ª lugar. Como meu objetivo era conquistar a bolsa mérito, optei por estudar mais e prestar o vestibular seguinte. Fiquei em 3º lugar no último vestibular e consegui 50% de bolsa pela Finatel e 50% pela bolsa mérito. No ensino médio da ETE-FMC, muitos professores incentivaram os alunos a estudarem no Inatel e isso foi criando uma expectativa muito grande em estudar aqui. Também fui aluno da Cas@Viva do Inatel e isso também me incentivou muito nos estudos”, comentou o calouro em Engenharia de Computação.

“Desde criança conheço o Inatel, tenho uma prima que fez faculdade aqui e quando vim na formatura dela eu falei que gostaria muito de estudar aqui. Esta vontade ficou mais forte quando fui para um colégio técnico, pois lá, todo mundo conhece o Inatel e falam muito bem da faculdade. Grandes empresas estão aqui dentro e mesmo não estando na minha área eu me interesso muito em conhecer os projetos e as ações realizadas por elas”, comentou a caloura em Engenharia Biomédica Taiana Xavier Lucero, de Volta Redonda/RJ.

*Texto e fotos: Ascom Inatel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *