quarta-feira, dezembro 11

Só precisa de fogo

O churrasco é algo tão democrático que pode ser feito até sem carne. Legumes ficam incríveis na brasa, frutas podem ser preparadas para estarem nas saladas que acompanham o churrasco ou como sobremesa

Todas as histórias contadas sobre a gastronomia e a evolução do homem começam da mesma forma: reuníamos-nos ao redor de uma fogueira para compartilhar o resultado das caçadas.

Faz todo o sentido essa socialização,  principalmente em uma época sem conservação de alimentos. Sem contar que a exposição do alimento ao calor melhora a sua digestibilidade e o seu sabor.

Animais que, no início, eram caçados, foram domesticados. O fogo foi controlado e, muito tempo depois, outros elementos passaram a ser utilizados para melhorar o sabor, incluindo o sal que para os mais conservadores é o único tempero necessário para um assado diferente do que vemos nos programas de competições de churrasco.

Temos vivido uma “americanização” do churrasco com o uso de molhos, marinadas, temperos secos e cortes de carne. O gosto pelo sabor de fumaça veio e parece que veio para ficar.

Muito do que se fez de forma intuitiva durante toda essa evolução  hoje é tratado com mais requinte. O tradicional contra, feito em bifes, é apresentado como ancho ou chorizo. A raça do boi é valorizada tanto quanto ou até mais do que o corte. O carvão ou a lenha são feitos com madeiras específicas que além de calor conferem uma camada extra de sabor liberando a sua fumaça perfumada.

O churrasco é algo tão democrático que pode ser feito até sem carne. Legumes ficam incríveis na brasa, frutas podem ser preparadas para estarem nas saladas que acompanham o churrasco ou como sobremesa. Ninguém recusa um belo abacaxi polvilhado com açúcar e canela, trazendo aquele aroma e sabor caramelado e irresistível.

E quais as suas preferências? Não vejo a hora da fraldinha mal passada, feita na lenha e  harmonizada com uma Red Ale.

Ronaldo Rossi

Coluna Toque do Chef em JornalDomingo.com.br
*Chef de cozinha autodidata, professor e consultor na área de gastronomia; especialista em cervejas e harmonizações; jurado de concursos cervejeiros; curador de eventos cervejeiros; colunista da Revista da Cerveja; nutricionista, criador e coordenador do Cervejocast e do canal
Confraria do RR; idealizador do BeerCON; professor em formação de sommelieres de cerveja desde 2011. Foi inventor da Cervejoteca, a
mais antiga loja de cervejas de São Paulo.
E-mail: falecom@ronaldorossi.com.br
Ronaldo Rossi

Últimos posts por Ronaldo Rossi (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *