segunda-feira, novembro 18

A Educação Cidadã

Segundo o filósofo Sócrates, ao iniciarmos um estudo ou uma discussão, sobre qualquer tema que seja, devemos antes mentalizar uma frase que nos traz uma humildade intelectual, sem a qual não é possível alcançar pensamentos mais profundos: “Só sei que nada sei”. Porque não importa o quanto estudemos, o máximo que poderemos saber é muito sobre pouco ou, ainda, pouco sobre muito, sendo que nunca seremos capazes de sabermos tudo sobre tudo.

Essa humildade, ao mesmo tempo que faz de nós seres curiosos, nos leva a ter que elencar prioridades sobre quais campos do conhecimento é preciso compreender primeiro, o que no Brasil é responsabilidade – além da família – dos políticos que nos governam, pois são eles que definem o currículo escolar das crianças e jovens do país.

Acontece que na prática há um descaso com áreas fundamentais do conhecimento, destacando-se dentre elas a educação cidadã. Nas escolas, não é passado aos alunos nem mesmo o conteúdo da Lei Maior do país, a Constituição da República Federativa do Brasil, que trata dos princípios e objetivos da nação, além de garantir a todo cidadão a participação política para que a gestão da sociedade não fique nas mãos de poucos.

É contra este dogma que o Município de Pouso Alegre é referência. Idealizada pela Diretora da Escola do Legislativo Madu Macedo, nasceu nessa terra a Constituição em Miúdos, que é uma transcrição da Lei Maior em uma linguagem acessível aos jovens, motivando e inspirando defensores da educação cidadã em todo o país, por enfim existir um material didático capaz de fazer com que saiam das escolas cidadãos que não apenas tenham a vontade de melhorar o Brasil, mas que também saibam como melhorar.

A Constituição em Miúdos, que está disponibilizada no site do Senado Federal e já foi distribuída nas escolas de Pouso Alegre, enfrenta agora um novo desafio: passar pela aprovação dos deputados estaduais mineiros (após o Deputado Estadual Dr. Paulo propor uma lei que autoriza o Governo de Minas a implantar o estudo dela na rede estadual de educação).

Cabe a aqueles que compartilham dessa ideia se mobilizar para a aprovação da lei e não se limitar por aí. É preciso cobrar dos políticos eleitos ações pela educação cidadã e apoiar as ações dos diretores das escolas que estejam alinhadas à causa.

Pois ao não ensinar o poder da humildade intelectual, do autoconhecimento e da educação cidadã para as próximas gerações, estaremos na realidade retirando delas a possibilidade de encontrar um caminho possível para o sonho de uma sociedade melhor.

Clique aqui para ler a Constituição em Miúdos no site do Senado Federal 

Clique aqui para apoio ao projeto de lei do Deputado Estadual Dr. Paulo

Igor Prado

Coluna Sem Cerimônia em JornalDomingo.com.br
Igor Prado é uma liderança política jovem da cidade, que nesta coluna se dedica a refletir sobre os principais temas da política nacional. É assessor na Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Pouso Alegre; Diretor do Núcleo de Empreendedorismo de Pouso Alegre (NEMPA); Estudante do 10º Período no curso de Direito da Faculdade de Direito do Sul de Minas l E-mail: igorpradotavaresmg@gmail.com l Redes sociais: @igorpradomg
Igor Prado

Últimos posts por Igor Prado (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *